Neste canal são encontradas as séries históricas e estatísticas divulgadas pelo IBGE. Os dados podem ser consultados online através de tabelas, gráficos e mapas temáticos ou baixados para análise posterior.

Ocultar/Exibir Tema:
comércio

O surgimento e o crescimento da atividade comercial estão diretamente relacionados ao surgimento e ao grau de prosperidade das cidades, daí ser considerado como uma atividade urbana.
Tal atividade compreende dois segmentos, conhecidos como comércio atacadista e comércio varejista. O atacadista faz a distribuição de mercadorias para o varejista. Este útlimo tem como objetivo atender à procura de mercadoria pelo público.
Quanto à sua organização, a atividade comercial é classificada em formal e informal. Formal quando a atividade se realiza através de empresa juridicamente constituída para tal fim, com registro, razão social e endereço definidos, caso contrário diz-se informal. O melhor exemplo de comércio informal é o praticado por camelôs.
                                                ...

Fontes de dados

As informações estatísticas sobre o comércio são produzidas por dois tipos de pesquisas realizadas pelo IBGE: pesquisa conjuntural e pesquisa estrutural.
- A primeira, a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural, isto é, de curto prazo (neste caso, mensal), do comércio varejista no país, investigando a receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, e cuja atividade principal é o comércio varejista. Produz indicadores de volume de venda e de receita nominal, desagregados em grupos de atividades, para o Brasil e 12 das 27 Unidades da Federação. Para as demais, são divulgados indicadores para o comércio varejista, sem desagregação. 
-  A segunda, a Pesquisa Anual do Comércio (PAC), produz um conjunto de informações econômico-financeiras que permitem estimar as características estruturais do setor empresarial do comércio e acompanhar a sua evolução ao longo do tempo. São coletados dados sobre receitas, despesas, pessoal ocupado, salários, entre outros aspectos, com destaque para as empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas, além de dados regionalizados sobre a distribuição e a configuração desse setor econômico.

Ocultar/Exibir Subtema:
índices mensais do comércio varejista

Grupos de atividades econômicas pesquisadas pela Pesquisa Mensal do Comércio (PMC)
      A pesquisa abrange  dez grupos de atividades em correspondência com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE). Deste total, oito segmentos têm receitas geradas predominantemente na atividade varejista e dois (Veículos e motos, partes e peças e Material de construção), abarcam varejo e atacado. 
      São, os seguintes, os grupos de atividade:
Combustíveis e lubrificantes; Supermercados, hipermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo; Vestuário, calçados e tecidos; Móveis e eletrodomésticos; Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria e cosméticos; Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação; Livros, jornais, revistas e papelaria; Outros artigos de uso pessoal e doméstico.

A divulgação dos Índices de Comércio Varejista das atividades relacionadas acima é feita para o nível Brasil e para 12 Unidades da Federação selecionadas: Ceará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Distrito Federal. Neste nível de abrangência geográfica divulga-se, ainda, resultados para Supermercados e hipermercados, que corresponde a um detalhamento da atividade de "Supermercados, hipermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo".

Alterações no Sistema de Índices do Comércio Varejista
A partir de janeiro de 2004, o Sistema de Índices do Comércio Varejista, em relação à série divulgada até dezembro de 2003, apresenta os seguintes aprimoramentos:
- Expande a abrangência dos indicadores, passando a incluir o comércio de material de construção.
- Passa a divulgar o índice do Comércio Varejista Ampliado, que agrega, aos índices do varejo, as atividades "Veículos, motocicletas, partes e peças" e "Material de construção".
- Desagrega as estatísticas classificadas anteriormente como "Demais artigos de uso pessoal e doméstico" nas seguintes atividades: "Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos", "Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação", "Livros, jornais, revistas e papelaria" e "Outros artigos de uso pessoal e doméstico".
- Amplia a amostra de 5.000 empresas informantes para 9.000 empresas.
- Na série completa dos índices (série encadeada): os índices de janeiro de 2000 até dezembro de 2003 têm por período de base o ano de 2000. Os índices de janeiro de 2004 em diante têm por período de base o ano 2003.
- A série encadeada desde janeiro de 2000, tem com período de referência, único, a média mensal dos índices de 2003=100.
- Dessazonalização da série completa do comércio varejista (janeiro de 2000 em diante) e da série do comércio varejista ampliado (janeiro de 2003 em diante).Utiliza-se como processo de dessazonalização o programa X12 arima.
A partir de janeiro de 2012, o Sistema de Índices do Comércio Varejista, em relação à série divulgada até dezembro de 2011, apresenta as seguintes revisões metodológicas:
• Atualiza a amostra de informantes para 5.700 empresas, selecionadas a partir do cadastro das empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas da Pesquisa Anual de Comércio – PAC 2008.
• Adota da Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE, na sua versão mais atual 2.0.
• Incorpora a nova estrutura de pesos do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, adotada a partir de janeiro de 2012, aos índices específicos de preços utilizados como deflatores, para obtenção de volume de vendas.
• Na série completa dos índices (série encadeada): os índices de janeiro de 2000 até dezembro de 2003 têm por período de base o ano de 2000. Os índices de janeiro de 2004 até dezembro de 2011 têm por período de base o ano 2003. Os índices de janeiro de 2012 em diante têm por período de base o ano 2011.
• A série encadeada desde janeiro de 2000, tem como período de referência, único, a média mensal dos índices de 2011=100.
Ver Pesquisa Mensal do Comércio

Periodicidade: Mensal Período: 2001/jan-2015/set
Ocultar/Exibir Definição

Definição:

Índice Mensal
Compara os índices nominais da Receita Bruta de Revenda do mês com os obtidos em igual mês do ano anterior.

Tipo de dado: Relativo
Abrangência Geográfica: Unidade Territorial: Localidade:

Fonte:
IBGE, Pesquisa Mensal do Comércio 2001/jan-2015/set.
Consulte os metadados






IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística